29 de abril de 2010

Encontro com a Poesia

No dia 28 de Abril de 2010 teve lugar na Biblioteca Escolar o Encontro com a Poesia, promovido pelo Departamento de Línguas, em colaboração com a BE e com a Área Disciplinar de Educação Visual.
O diseur António Sousa e o cantor Ivo Machado declamaram e cantaram poemas de autores nacionais, tais como, António Gedeão, Ary dos Santos, Alexandre O’Neil, Luís Vaz de Camões, António Santos, entre outros.
Esta apresentação contou com a participação dos alunos de 7º ano, que recitaram, também, poemas de autores nacionais: Eugénio de Andrade, Fernando Pessoa, Sophia de Melo Breyner, Florbela Espanca, António Gedeão, António Correia de Oliveira, Luís Vaz de Camões, Sebastião da Gama, Maria Rosa Colaço.
Participaram, ainda, no recital, algumas professoras que tiveram o prazer de declamar alguns poemas a seu gosto, de autores como: José Régio, Fernanda de Castro, Miguel Torga e Camões.
Dos poemas mais apreciados pelos alunos constaram: Ode ao Futebol de António Santos, O Objecto de Ary dos Santos e A Murraça de Camilo Castelo-Branco.
A apresentação terminou de uma forma muito agradável com a interpretação musicada do poema de Alexandre O’Neil, A Gaivota.



video

25 de abril de 2010

Apresentação pública do livro "O Dragão Napoleão e o Deus Neptuno"

No dia 23 de Abril, Dia Internacional do Livro e dos Direitos de Autor, a nossa biblioteca acolheu o lançamento do livro “O Dragão Napoleão e o Deus Neptuno”, escrito por Eugénia Martins, com ilustrações de Idalina Dionísio e Pedro Dionísio e publicado pela editora Lugar da Palavra.
A cerimónia contou com a presença de docentes, alunos, encarregados de educação, representantes de algumas associações locais, amigos e familiares.
A apresentação da obra foi da responsabilidade do Professor Doutor Manuel Guedes da Silva Miranda, que através de uma viagem ao mundo da literatura e da filosofia, nos permitiu entrar na magia e encantamento que povoam as páginas deste livro, não só nas palavras como nas ilustrações.
No final, a concorrida sessão de autógrafos pressagia outro sucesso literário para às autoras e docentes no nosso agrupamento, Eugénia Martins e Idalina Dionísio.
video

22 de abril de 2010

Dramatização da História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar

No dia 21 de Abril, o Clube de Teatro de Marionetas do nosso Agrupamento apresentou na Biblioteca Escolar uma dramatização da obra de Luís Sepúlveda, História de uma Gaivota e do Gato que a ensinou a voar.

A história do gato, Zorbas, que toma conta do ovo e depois da cria de uma gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo, foi recriada com fantoches pelos alunos e professoras que dinamizam este clube de uma forma alegre, colorida e divertida.

As turmas de 8º ano do Agrupamento, que leram esta obra no âmbito do PNL, foram público-alvo deste espectáculo. O sucesso desta apresentação fez ponderar a hipótese da sua futura exibição a outros grupos.

video

20 de abril de 2010

Encontro com José Saraiva/Tiago Salgueiro

No dia 19 de Abril a Biblioteca Escolar recebeu a visita do ilustrador e escritor José Saraiva/ Tiago Salgueiro.
O autor de obras como “Pipim tem Medo do Escuro” e “Um Dragão na Banheira” conversou com os alunos do 1º e 2º ano de escolaridade, sobre algumas das histórias que já escreveu e ilustrou e sobre o processo criativo dos seus livros.
No final, presenteou os alunos com o desenho de um animal fantástico criado a partir das ideias sugeridas pelos mesmos.
Foram momentos de descoberta do prazer de ler, escrever e desenhar…

video

17 de abril de 2010

Leandro, o rei da Helíria

Check out this SlideShare Presentation:

História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar

Check out this SlideShare Presentation:

As cores do arco íris

Check out this SlideShare Presentation:

Baile da biblioteca1

Check out this SlideShare Presentation:

O baile da biblioteca2

Check out this SlideShare Presentation:

A noite de natal

Trabalho realizado no âmbito do PNL

Cores verde e vermelho

Trabalho de alunos

1 de abril de 2010

Mensagem do 2 de Abril de 2010, Dia Internacional do Livro Infantil








Mensagem do 2 de Abril de 2010, Dia Internacional do Livro Infantil

Um livro espera-te. Procura-o

Era uma vez
um barquinho pequenino,
que não sabia,
não podia
navegar.

Passaram uma, duas, três,
quatro, cinco, seis semanas,
e aquele barquinho,
aquele barquinho
navegou.

Antes de se aprender a ler aprende-se a brincar. E a cantar. Eu e os meninos da minha terra entoávamos esta cantiga quando ainda não sabíamos ler. Juntávamo-nos na rua, fazendo uma roda e, ao despique com as vozes dos grilos no Verão, cantávamos uma e outra vez a impotência do barquinho que não sabia navegar.
Às vezes construíamos barquinhos de papel, íamos pô-los nos charcos e os barquinhos desfaziam-se sem conseguirem alcançar nenhuma costa.
Eu também era um barco pequeno fundeado nas ruas do meu bairro. Passava as tardes numa açoteia vendo o sol esconder-se à hora do poente, e pressentia na lonjura – não sabia ainda se nos longes do espaço, se nos longes do coração – um mundo maravilhoso que se estendia para lá do que a minha vista alcançava.
Por detrás de umas caixas, num armário da minha casa, também havia um livro pequenino que não podia navegar porque ninguém o lia. Quantas vezes passei por ele, sem me dar conta da sua existência! O barco de papel, encalhado na lama; o livro solitário, oculto na estante, atrás das caixas de cartão.
Um dia, a minha mão, à procura de alguma coisa, tocou na lombada do livro. Se eu fosse livro, contaria a coisa assim: «Certo dia, a mão de um menino roçou na minha capa e eu senti que as minhas velas se desdobravam e eu começava a navegar».
Que surpresa quando, por fim, os meus olhos tiveram na frente aquele objecto! Era um pequeno livro de capa vermelha e marca-de-água dourada. Abri-o expectante como quem encontra um cofre e ansioso por conhecer o seu conteúdo. E não era para menos. Mal comecei a ler, compreendi que a aventura estava servida: a valentia do protagonista, as personagens bondosas, as malvadas, as ilustrações com frases em pé-de-página que observava uma e outra vez, o perigo, as surpresas…, tudo isso me transportou a um mundo apaixonante e desconhecido.
Desse modo descobri que para lá da minha casa havia um rio, e que atrás do rio havia um mar e que no mar, à espera de partir, havia um barco. O primeiro em que embarquei chamava-se Hispaniola, mas teria sido igual se se chamasse Nautilus, Rocinante, a embarcação de Sindbad ou a jangada de Huckleberry. Todos eles, por mais tempo que passe, estarão sempre à espera de que os olhos de um menino desamarrem as suas velas e os façam zarpar.
É por isso que… não esperes mais, estende a tua mão, pega num livro, abre-o, lê: descobrirás, como na cantiga da minha infância, que não há barco, por pequeno que seja, que em pouco tempo não aprenda a navegar.

ELIACER CANSINO

Tradução: José António Gomes


Eliacer Cansino Macías (Sevilha, 1954) é professor de Filosofia numa escola de Sevilha, desde 1980, e autor de romances para jovens e adultos. Em 1997, recebeu o Prémio Lazarillo por O Mistério Velázquez, recriação da vida do anão Nicolasillo Pertusato e da sua relação com Velázquez. Em 1992, foi-lhe outorgado o Prémio Internacional Infanta Elena pelo livro Eu, Robinsón Sánchez, tendo naufragado, obra que foi também finalista do Prémio Nacional de Literatura Infantil, de Espanha. Em 2009, recebeu o Prémio Anaya de Literatura Infantil e Juvenil por Um Quarto em Babel. O lápis que encontrou o seu nome (2005). Tem muitos outros títulos editados.

A Mensagem do Dia Internacional do Livro Infantil é uma iniciativa do IBBY (International Board on Books for Young People), difundida em Portugal pela APPLIJ (Associação Portuguesa para a Promoção do Livro Infantil e Juvenil),
Secção Portuguesa do IBBY.

Semana da Leitura

A Semana da Leitura foi celebrada com sessões de leitura em voz alta, em todo o Agrupamento.

Na Biblioteca Escolar, as sessões foram dirigidas a todas as turmas de 2º e 3º ciclos da escola sede e foram dinamizadas por alunos, professores, assistentes operacionais, assistentes técnicos administrativos e encarregados de educação. Foram lidos excertos de livros em prosa e poesia, outros textos foram dramatizados. As leituras foram feitas individualmente ou em grupo, em português, francês ou inglês.

A equipa da Biblioteca Escolar iniciou a itinerância da dramatização, em teatro de fantoches, do livro de Luísa Ducla Soares, “A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas”, no Jardim-de- Infância de Sampaio.

No Jardim-de-Infância da Gandra, foram também dinamizadas sessões de leitura em voz alta, com a colaboração de vários encarregados de educação, avós e avôs dos alunos que frequentam este estabelecimento de ensino.

A autora de manuais, Alberta Rocha visitou os Jardins-de-Infância do Agrupamento e leu uma história a todos os meninos e meninas do Pré-escolar. A escritora Eugénia Martins encontrou-se com os alunos das turmas do G4ºB, G3ºA, G3ºB, da EB1 da Gandra.

Ler por prazer… foi assim o lema desta semana, em que tantos elementos da comunidade educativa fizeram questão de mostrar a sua paixão pela leitura.


video